A morte de Kobe Bryant chocou a todos. A tragédia com um dos maiores jogadores da história do basquete, que perdeu a vida por causa de um acidente de helicóptero na Califórnia, nos Estados Unidos, ainda está sendo digerida pelos fãs de basquete. E quem diria que Kobe, que não gostava de se locomover de carro, morreria justamente com o veículo que mais confiava.

A revista GQ norte-americana publicou, em 2010, uma explicação para o fato do atleta preferir se locomover de helicóptero mesmo em distâncias curtas:

“Ele pega um helicóptero privado de Orange County, onde vive, para todos os jogos em casa. É uma bela pitada de brilho, um toque de showbiz… Mas Kobe garante que o helicóptero é apenas uma maneira de proteger o seu corpo. Não é diferente de seus pesos, banheiras de hidromassagem ou seus Nike personalizados”, descreveu a publicação, continuando…

“Por causa do dedo quebrado, os joelhos frágeis, as costas e os pés doloridos, sem mencionar a agitação crônica, Bryant não pode ficar sentado no carro por duas horas. O helicóptero garante que ele chegue ao Staples Center sentindo-se revigorado, que seu corpo esteja quente e fluindo como mercúrio quando ele pisar na quadra”, encerrou.

Em 2018, já aposentado das quadras, Kobe continuou preferindo os helicópteros. Dessa vez, o trânsito de Los Angeles, onde ele vivia com sua família, e a saudade da família, foram apontados pelo próprio como motivos para continuar adepto ao veículo.

“Durante toda a minha carreira, eu quase não vi meus filhos, então, todas as chances de vê-los e passar um tempo com eles, mesmo que sejam 20 minutos, eu quero”, contou ele em entrevista a Alex Rodriguez e Barstool Sports’ Big Cat, do programa The Corp. Por causa dos problemas com carros e o fato de precisar muito do helicóptero, Kobe comprou para ele e a família um dos modelos mais seguros em todo o mundo: o S-76, da fabricante Sikorsky. Além de Kobe Bryant, estavam no helicóptero que se acidentou neste domingo sua filha, Gianna, e outras sete pessoas.

Único jogador na história da NBA a ter duas camisas aposentadas pelo mesmo time, Kobe Bryant é o quarto maior cestinha da história da liga, sendo ultrapassado no último sábado por LeBron James, que agora é o terceiro. Em sua carreira, acumulou cinco títulos da NBA, um MVP de temporada regular, dois MVPs de finais e duas medalhas de ouro olímpicas, conquistadas em 2008 e 2012



Mensagem

BANNER GRUPO WHATSAPP
Novalar
Império das capinhas
rondo motos
Jaru Cred